Performances do artista Tales Frey são atrações na Pinacoteca

image description

O renomado artista catanduvense Tales Frey, cujas performances percorreram vários países, se apresentará nos dias 20 e 21 de junho, no projeto “Olhar Singular: um convite para novas perspectivas”, organizado pela Secretaria de Cultura na Pinacoteca Municipal João Nasser. Frey fará duas performances, ambas às 20 horas, com entrada gratuita.

A primeira apresentação, intitulada “Ponto Comum”, é uma referência à convergência de duas vidas conectadas por um indumento específico. Ao mesmo tempo em que estão unidas, pode significar também a separação ou até mesmo a representação do nascimento e o anúncio da morte.

Nessa criação, o artista conta com a participação exclusiva da irmã Paola Frey, nascida no mesmo dia em que ele, 20 de junho – mas um ano antes. “Esta ação é a 5ª criação pertencente à série Memento Mori, através da qual transformo os ritos de passagem dos meus aniversários em ações de performance”, disse.

A segunda criação de Frey, “Finitas Contagens para Infinitas Variações”, traz a noção de que a identidade não pode ser apresentada como uma unidade fixa; ela está em constante construção e pode sofrer influências internas e externas – como ocorre durante a apresentação.

“A ação tem como referência o trabalho “Pose Work for Plinths”, de 1971, de Bruce McLean, e culmina numa criação que relaciona a performance com a escultura, a dança contemporânea e o estilo musical noise”, reforça Tales Frey.

O artista

O catanduvense Tales Frey vive e trabalha entre o Brasil e Portugal. Performer, videoartista, crítico de arte e encenador, realiza obras amparadas tanto pelas artes visuais como pelas cênicas. Atualmente, integra o programa de pós-doutorado do Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho.

Frey já se apresentou em vários países, dentre eles Portugal, Grécia, Alemanha, Polônia, Suécia e Estados Unidos, além de cidades em vários Estados do país.

Em 2016, concluiu doutorado em Estudos Teatrais e Performativos pela Universidade de Coimbra, em Portugal; fez Mestrado em Estudos Artísticos – Teoria e Crítica da Arte pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e uma especialização em Práticas Artísticas Contemporâneas pela mesma instituição; tem graduação em Artes Cênicas com habilitação em Direção Teatral pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Alguns de seus trabalhos integram permanentemente acervos como o Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC-USP), o Instituto Municipal de Arte y Cultura de Puebla no México e a Pinacoteca João Nasser, em Catanduva. Recebeu Menção Honrosa na II Bienal Internacional Arte Gaia 2017 e o prêmio “Artista Revelação” no 18º Salão Contemporâneo, do Salão de Artes Plásticas de Catanduva.

Tales é membro fundador da revista eletrônica Performatus e da Cia. Excessos e é autor do livro Discursos críticos através da poética visual de Márcia X. e organizador, com Paulo Aureliano da Mata, da catalogação Evocações da Arte Performática (2010-2013).

Serviço

As performances de Tales Frey serão apresentadas nos dias 20 e 21 de junho, a partir das 20 horas, na Pinacoteca João Nasser, localizada na Praça da Independência, 92, no Higienópolis. A entrada é gratuita. Informações pelo telefone (17) 3522-4815, com Eliana.

Fonte: Assessoria/Prefeitura