Acusado de assaltar em Catanduva e região agredindo as vítimas, foi preso.

A arma de fogo apreendida estava municiada com seis cartuchos intactos

Numa operação conjunta, policiais civis da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Novo Horizonte e Catanduva prenderam na manhã desta quarta-feira (14), em Catanduva. o homem, acusado de agredir e amarrar com fita adesiva uma professora durante um assalto ocorrido no dia 8 de junho, no Centro de Novo Horizonte.

De acordo com a Polícia Civil, após instaurar inquérito os policiais iniciaram as investigações e conseguiram localizar e prender o homem em uma residência, onde ele estaria morando em Catanduva, há 15 dias.

A equipe comandada pelo delegado Leonel Aparecido Siqueira da DIG de Novo Horizonte, com o apoio dos policiais civis da DIG de Catanduva, chefiados pelo delegado Hélvio Roberto Bolzani foram até o local e ao chegar no imóvel perceberam que o suspeito estava fugindo pelos fundos da casa. Os policiais alcançaram o acusado e o deteram nas proximidades.

Durante a fuga, o suspeito fraturou um dos dedos da mão e precisou ser levado ao pronto socorro do Hospital Padre Albino para passar por cirurgia, onde permaneceu sob escolta policial até o termino dos procedimentos médicos.

A arma de fogo apreendida estava municiada com seis cartuchos intactos

Na casa onde o homem estava, os policiais encontraram uma arma de fogo com a numeração raspada e municiada, joias, uma motocicleta, dinheiro, celulares, roupas utilizadas no crime e um caderno com anotações referentes a venda das joias.

O homem é acusado de praticar roubos em Itajobi, Agulha, Catanduva, Tabapuã, Monte Azul Paulista e Bebedouro e sempre agia da mesma forma agressiva e amarrando as vítimas com fita adesiva.

Atualmente o suspeito estava em situação de foragido da Penitência de Belém, em São Paulo, além de possuir várias passagens por tráfico de drogas e roubo.

De acordo com o delegado de Novo Horizonte, as investigações continuam e os policiais estão em busca de um parente do assaltante, que estaria com o aparelho celular e as joias da moradora de Novo Horizonte.

O assaltante e foragido da justiça foi autuado em flagrante por porte de arma de fogo, sendo recolhido na cadeia, onde permanecerá a disposição da justiça.

A professora vítima do assaltante em Novo Horizonte, no dia 8, teve uma fratura no ombro, precisou passar por cirurgia, mas passa bem. O crime chocou toda a população da região pela violência adotada. Durante a ação a vítima para se defender entrou em luta corporal e acabou ferindo o autor que conseguiu fugir levando as joias.

Por Marcelo Ono/ Alta Tensão (com Tafre Notícias)